quinta-feira, 17 de janeiro de 2008


-Uma bebida por favor - O jovem sentou-se, colocou os braços sobre o balcão e sorriu aliviado - Até que enfim consegui.
- Opa, a bebida mais barata que você tiver aí, por favor. - Um homem de idade um pouco avançada, vestes desbotadas, sentou ao lado do rapaz
O barman trouxe a bebida dos dois juntas, em silêncio os dois pegaram e começaram a beber.
- Bebendo por tristeza ou felicidade? - O senhor perguntou ao rapaz
- Opa, felicidade - O rapaz respondeu com um sorriso e bebeu mais um gole
- Ah..que bom para você, eu estou na situação contrária... - O senhor olhou fixamente para o copo
-Não esquente amigo, todos tem altos e baixos - A alegria do rapaz era visível
-É...todos. Você tem família? - O senhor virara para o jovem
-Sim, tenho. Uma esposa e uma filha de 1 ano
-E por que não está comemorando ao lado delas?
-Hã...bem... - E bebeu um gole, para demonstrar que não queria responder
-Espero não ter feito a pergunta errada, é que achei estranho.
-Tudo bem - O rapaz olhou para o fundo vazio do copo - Barman, por favor, mais uma.
-Sucesso no trabalho? - O Senhor já não bebia, olhava para o rapaz
-Sim, acabei de fechar um grande negócio - Um sorriso singelo surgiu do rosto do rapaz
- E foi comemorar com a amante? - O senhor disse calmamente?
-COMO É QUE É? - O jovem, em uma atitude assustada, colocou o copo com força no balcão
-Calma meu rapaz, eu não sei de nada, nem conheço ninguém...É que, bem, tem uma camisinha saindo para fora do seu bolso.
-Ah..Bem, obrigado - O jovem colocou a camisinha para mais fundo no bolso
- Que isso...
-Não foi com a amante, eu estava em um 'lugar secreto' agora - O jovem piscou para o senhor
-Entendo...
-Vai dizer que o senhor nunca fez isso?
O velho deu um sorriso quase imperceptível, mas não respondeu.
- Barman, mais uma aqui pro meu amigo - Disse o jovem
-Sabe...eu já fui um jovem de sucesso como você - O senhor deu um sorriso
-Eu acho que te conheço de algum lugar, mas não lembro de onde...
-Quem sabe, não?
-Por que o senhor está bebendo hoje mesmo?
-Pelos erros da minha vida
-Ah...
O jovem bebeu um gole.
-Quer uma dica ? Vai para casa, beije sua mulher e sua filha, leve-as pra jantar, depois tenha uma noite com sua mulher como nunca antes
O rapaz apenas olhou para o velho.
-Eu realmente acho que te conheço.
-É possível.
- Quem é você?
- Eu sou você , no futuro.
Um barulho de copo quebrando e um frio surgiu no braço do rapaz, ele virou para ver, uma jovem tinha derramado um pouco de bebida em seu braço, aceitou as desculpas da moça e virou para o senhor, mas ele não estava mais lá.
Olhou em volta para ver onde ele estava, não o viu. Pediu mais uma bebida para o garçom, mas não bebeu, apenas ficou olhando para o copo, pensativo.

4 comentários:

Otávio Machado disse...

:)

Poise, né..

às vezes a gente põe tudo a perder por bobagens.. :/

E isso é triste. :T

Ficou massa. x)

Abração.

Anônimo disse...

muito massa!!!!!!!!

Fernando Assad disse...

Parabéns!!
Muito boa a sua história!!
Continue com histórias de grande reflexão assim!

Abraços!!
(http://novelodigital.blogspot.com)

Tinynha disse...

Também gostei muito, parabéns! =D
Naquela parte que ele diz que talvez já conhecesse o tal velho eu já soube logo que era ele mesmo só que no futuro xD.
Realmente gostei, continue com suas historinhas pra gente ler cada vez mais xD.
;*